Wandréia Carneiro: Não é raro vermos pessoas confundirem...

Não é raro vermos pessoas confundirem amor com dependência, conveniência...
Dizemos "eu te amo" mais jamais estamos dispostos abrir mão de nossa individualidade.
Amar é "tornar-se UNO".
O amor deixar de "ser" para "sermos".
(sem preder a indentidade)
É sensível a palavras decapitantes,
a gestos de "não me toque",
o amor é sensível a indiferenças...
Amar é assumir sem medo, sem vergonha, porque o amor verdadeiro supera críticas, porque sem verdade não pode haver compreensão.
Amar é mostrar ao mundo seu sentimento, porque o amor é divino...
Porque amor que se tem trancado em 4 paredes é amor com vergonha.
O amor existe para inspirar o mundo... Criar...
O amor move o mundo, vira existências e quase sempre se reencontra.
Amor é o que renova, dá vida, preserva... é a razão sem razão
Mas amor adoece... Morre se não cultivado dia-a-dia.
Nunca diga "eu te amo" se não estiver disposto a entregar sua vida ao outro, se não estiver disposto a confiar...
Porque amor é dizer constantemente...
"Eu e você somos um".

Inserida por turyans