Ademar Augustinho Cornely (eu): O tempo é vento que não volta a hora...

O tempo é vento que não volta a hora já foi minutos que já foram segundos. Perder tempo e não viver belos momentos no coração não haver bons sentimentos, também digo que o tempo é aguá que já rodou o moinho da vida quer ela sejá alegre ou sofrida.
O tempo é espaço contado é trem que não tem marcha ré impossivél voltar para trás, é impossivél um velho voltar a ser rapaz perder tempo é não ter esperança, é não brincar como criança, é não sonhar, é ter medo de amar, é ter medo de cair, é não inscistir em levantar tormenta é viver querendo contar o tempo sem aproveitar nenhum dos momentos.

Inserida por ademargugu