Dalton Menezes: (Os poetas) Seres de sangues...

(Os poetas)

Seres de sangues incoaguláveis, de feridas abertas e incuráveis, seres que precisam sentir em dobro para traduzir o que outros sentem, esses são os poetas. Poetas não nascem para ter, nascem para sentir falta.

Inserida por kraftwork