Erineide Paiva: Procuro algo desconhecido, uma...

Procuro algo desconhecido, uma felicidade que não sei onde encontrar. Por mais que tenha momentos felizes, são apenas momentos. Alguma coisa me falta, talvez alguém, mas esse alguém nunca preencheria o vazio dentro de mim, pois busco algo impossível, a perfeição, o inexistente.
Às vezes não sei quem sou o que estou fazendo aqui, quem ou o que me falta. Talvez precise estar mais perto de Deus ou ter mais amigos. Ainda assim, não seria completamente feliz. Sinto-me sozinha mesmo estando no meio de multidões.
Quando estou com vontade de chorar, trago um sorriso do fundo da minha alma e digo pra mim mesma: não você não pode chorar agora, amanhã será um dia melhor. Então tento me alegrar, sei que é uma alegria falsa, pois minha alma está triste e meu coração bate sem sentido, apenas por bater. Pode ser que esteja doente, não de uma doença qualquer, mas de uma tristeza profunda que me corrói por dentro.
A cura desse mal pode estar em um coração apaixonado que preciso encontrar para alegrar minha alma, e dar-me um motivo para sorrir, pois o amor tudo cura.

Inserida por lidianyfreire