Aldir Blanc: Que eu não ponho cada coisa em seu...

Que eu não ponho cada coisa em seu lugar
Comigo nunca foi assim
Princípio, meio e mais o fim
Que o meu fim é no começo das estórias
Onde eu morro pra nascer
No escuro é que eu sei ver
Eu não tenho esse poder de julgamento
Mas quando há bondade em mim
O bom nasce do ruim
Prezo muito a intensidade do momento
Meu amor quer me beijar
Eu procuro aproveitar

Inserida por AdrianoDiamarante