O Ilusionista: Carta à Sombra Existes pra que? Pensas?...

Carta à Sombra

Existes pra que?
Pensas? Desejas? Sonhas? Amas?
Constróis legado?

Que serventia tens nesta ampulheta viva que é a vida?
És realmente viva vampira de minh'alma?
Tens sangue nas veias?


Quem és afinal?
Por que me escolhestes? Parasita infernal!

Alimenta-se dos meus prantos.
Veste-se com minhas roupas e sapatos.
Queres minha casa, família, carreira e amigos.
Vociferas minhas idéias como se suas fossem.
Amas meus amores.
Aspiras até meus desejos!

Ah! Mariposa chupista de almas. Que triste fardo carregas!
Viverás apenas enquanto luz existir.
Buscas a luminescência da minha vida como se inerente fosse a tua existência.

Triste fico por ti, que és uma infeliz dependente do que sou.
Regozijo-me por ter luz própria, sombra não sou!

Inserida por ilusionista