Ana Paula Félix Gervoni: Os ferimentos da alma não se diferem em...

Os ferimentos da alma não se diferem em nada aos do corpo. Fecham-se aos poucos e conforme seu tamanho. Você pode até ter auxílio de curativos, o que é importante para que não inflamem. A dor se vai com tempo, mas a cicatriz ficará lá para sempre.
Quando olhar para ela não traga de volta os sofrimentos, lembre-se apenas de como aprendeu curar-se.

Inserida por anagervoni