Martha Medeiros: não morro de amores por pessoas sem...

não morro de amores
por pessoas sem mistério
quando se é muito transparente
muito risonho e educado
é raro ser levado a sério
prefiro os mais silenciosos
os que abrem a boca de menos
os mais serenos e mais perigosos
aqueles que ninguém define
e que sempre analisam os fatos
por um novo enfoque
prefiro os que têm estoque
aos que deixam tudo à mostra na vitrine.

Martha Medeiros MEDEIROS, M. Poesia Reunida. Porto Alegre: L&PM, 1999.
Inserida por caro.soares