Esopo fabulista da Hélade: O Cão e o Naco de Carne "Um dia,...

O Cão e o Naco de Carne

"Um dia, um cão, carregando um naco de carne na boca, ia atravessando uma ponte. Olhando para baixo, viu sua própria imagem refletida na água. Pensando ver outro cão, cobiçou-lhe logo o naco de carne que este tinha na boca, e pôs-se a latir. Mal, porém, abriu a boca, seu próprio o naco de carne caiu na água e perdeu-se para sempre."

Moral da história:
Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.

Inserida por iakkhos