Leandro Cordeiro: A saida O rio que minha inocência se...

A saida

O rio que minha inocência se encharcou
Hoje é um traçado árido
Caminho por ele
Sei que em algum lugar esta a fonte.

A escuridão que cegou meus olhos
Hoje me motiva a abrir os lábios
Como o galo, que mesmo no escuro canta.
Porque sabe que o sol está chegando.

É no escuro que os olhos do coração têm a chance de enxergar.

Inserida por Leandrochess