Clarice Lispector: Mas de mim depende eu vir livremente a...

Mas de mim depende
eu vir livremente a ser o que fatalmente sou. Sou dona de minha fatalidade e, se
eu decidir não cumpri-la, ficarei fora de minha natureza especificamente viva. Mas
se eu cumprir meu núcleo neutro e vivo, então, dentro de minha espécie, estarei
sendo especificamente humana.

in A Paixão Segundo GH.

Inserida por eduardarocha