Emilly Ferreira: As vezes eu paro pra pensar, e vejo que...

As vezes eu paro pra pensar, e vejo que é muito difícil achar o nosso “príncipe encantado”, e que ele talvez nem se quer exista. Muitas vezes perdemos oportunidades porque esperamos achar o par perfeito, mais damos de cara com a imperfeição de todos. Mais imagine, se ele fosse perfeito, seria tão chato né? Não teria o motivo de uma briguinha pra depois fazerem as pazes, não teria aquilo que agente queira tanto consertar nele. Séria uma vida monótona, aquela que todos os dias seria a mesma coisa, vê-lo e simplesmente matar a saudades, ou apenas ligar pra não dizer que não ligou, porque não teria nada exatamente pra perguntar.. nem pra dizer: como foi seu dia hoje? Não teria pra que, porque um dia você iria ver, que não precisa mais ligar, ele é tão perfeito que faz tudo certo todos os dias! É tão bom, ter algo pra ajudar o outro a melhorar, é tão bom agente saber que esta contribuindo para que o outro seja uma pessoa melhor (: a procura pelo namorado perfeito, é simplesmente inútil! Quando achamos aquele que nos faz tão bem, aquele que agente se sente bem quando estar com ele, aquele que agente chora só de saudades que sente dele, aquele em que matamos e morremos por ele, vemos que ele é aquele mais imperfeito, vemos que ele é aquele que mais é diferente de você, e é por isso que eu tanto acredito na lei de que os opostos se atraem. Porque quando estamos apaixonados, muitas vezes não queremos que o outro saiba disso? será que por medo de que ele, por saber que já lhe tem nas mãos, perca a vontade de lhe conquistar? Pode ate ser, mais as vezes temos que deixar esse medo pra lá, e não ter medo de expressar nossos sentimentos, porque muitas vezes, por medo de expressá-los, perdemos a pessoa em que amamos, e depois talvez já seja tarde demais! É tão triste quando a pessoa que amamos esta com outro, nos sentimos tão mal, que não conseguimos abrir o nosso coração para outra pessoa. Será que existe amor a primeira vista? Ou será que isso é mera coincidência? Eu acredito que sim, existe amor a primeira vista! Nós é que não percebemos que esse fato ocorre. Quando vemos aquele garoto que, olhamos pra ele não por ele ser bonito, e sim porque simplesmente olhamos, daí não queremos mais tirar os olhos dele, e queremos o ver todos os dias.. eu acho que é aí que esse fenômeno ocorre. Por mais que deduzamos que não, não queremos nada, absolutamente nada com ele, que algo a mais que amizade, com ele, seria impossível tudo mais, parece que é ai que o cupido nos flecha de propósito mesmo; parece que ate vemos a cena de aquele anjinho que vem aqui na terra só pra nos fazer ficar apaixonadas, vim e nos flechar logo quando estamos mais frágeis. Ter em quem confiar, saber que quando estivermos tristes teremos alguém para enxugar nossas lagrimas, e tudo mais, isso é tão significativo pra nós, mulheres. E quando dizem que o primeiro amor, jamais sai da gente é a mais pura verdade. Quando pensamos que é um passatempo qualquer, ou uma aventura de amor, ai é que nos desabamos por aquele que nunca aviamos pensado, que jamais tínhamos pensado que nos deixaria desse jeito. E depois que somos flechadas, para se retirar essa flecha dói, sofremos ate demais. Nosso mundo vira o mundo dele, fazemos com que ele seja feliz de toda maneira, porque temos pra nós mesmas que a felicidade dele, é a nossa felicidade. Mais porque o deixamos apossar de nossa felicidade, porque colocamos a nossa felicidade nos outros? Assim, nunca seremos realmente felizes! Todo dia, a todo momento ele fica presente em nossos pensamentos, mesmo com o passar o tempo, o primeiro amor, é único. Mais se dizemos que sem ele não vivemos, como estaríamos vivendo agora? Sem ele? Será que dizíamos essas coisas de que sem ele não vivemos ou sei lá, só por dizer mesmo? Ou será que realmente é verdade? Sim, quando se é amor mesmo, não conseguimos mais viver sem ele! Nos conseguimos sobreviver, mais viver? Já não mais! Mas nós não temos culpa de estar o amando, nos não mandamos em nossos corações. É inútil pensar que o tempo faz com que esqueçamos, possa ate ser que um outro venha e preencha o nosso coração, mais como já havia dito, o 1º é o único. Mais o único o que? O único homem que existe? Não.. simplesmente o único que nos faz feliz! Mais por parte temos culpas, porque deixamos acontecer e, por uma historia que se alongou, fantasiamos de verde uma historia incolor. É mais do que desejo, é bem mais do que amor, é o que estar todos os dias em nosso sonhos.
Existe os que acreditam que é melhor só do que mal acompanhado, e os que acreditam que ruim com ele, e pior sem ele ;s teorias são sempre exatas, e se acreditássemos em teorias, seriamos pessoas melhores. Se acreditarmos na teoria de que melhor com ele e pior sem ele, iremos estar alimentando uma eterna dor. E se acreditarmos que é melhor só do que mal acompanhado, vamos ficar sozinhas para sempre, e ninguém gosta disso, ninguém quer se ver sozinha! Por isso, na minha concepção, deveríamos, simplesmente, alimentar um amor que saibamos que é verdadeiro, e tentarmos juntos, sermos felizes, aprendendo, um a melhorar o outro, de uma forma em que nenhuma das partes sejam magoadas. Tem os que dizem que quando começarmos a amar outro pessoa, vamos esquecer o tal do único. É, possa ser que sim, por um certo momento esquecemos.. mais apenas por um certo momento, aquele momento que achamos que estamos “felizes” com o outro. Mais, se a nossa felicidade esta no único, naquele que foi, ou é o nosso primeiro amor, como estaríamos sendo felizes com um outro que ocupou o nosso coração? Nos somos apenas enganadas por nos mesmas, no simples fato de que achamos que estamos sendo felizes. Mais será que nesse enorme labirinto não tem saída? Um dia temos que achá-la. Pra que sofremos tanto, superarmos tantas barreiras por nos dois, pra depois de uma longa caminhada, tudo ser acabado? Seria tão lindo, se depois de todo um certo tempo, vicemos que somos felizes juntos, que a felicidade dos dois só acontece quando há uma corrente de amor.. mais isso não acontece por ambas as partes são bastante orgulhosas para isso, e também pelo simples motivo de um das partes já ter cuidado de refazer a sua vida, e a outra esta se prendendo a um amor, em que acredita que seja impossível de ser esquecido. Mais sempre que a chama de um verdadeiro amor vai se apagando, parece que algo vem para que ela seja reacesa, e volte a queimar. É um ciclo que vive girando em torno de si mesmo e, por mais que a velocidade desse ciclo seja diminuída, ela nunca para! As musicas que o lembram são as que mais nos acompanha a toda parte; tudo quanto é musica que fale de amor, nos lembra ele, como se nele estivessem em todas as histórias de amor! é inexplicável, mais.. por mais que queiremos por um ponto final naquela história, sempre ocorre algo para que isso seja impedido. É que é tão difícil deixar aquele em que amamos, quanto deixar aquele amigo que tanto somos apegados. Agente sempre acha que aquele em que estamos é o eterno, e sempre erramos.. porque tudo tem um fim. Um namoro ou coisa do tipo tem um fim, mais um verdadeiro amor jamais! É mais do que desejo, é muito mais do que amor, é quere-lo a todo instante; é não querer apenas um companheiro. É querer muito mais que um namorado, um amigo.

Inserida por emillyferreira