Isabella Taviani: Eu sou navalha cortando na carne. Eu sou...

Eu sou navalha cortando na carne. Eu sou a boca que a língua invade. Sou o desejo maldito e bendito, profano e covarde. Sou o encaixe, o lacre violado. E tantas pernas por todos os lados. Eu sou o preço cobrado e bem pago. Eu sou um pecado capital.

Inserida por caro.soares