Francisco Assis Melo: “Seja você mesmo!” Convivemos com...

“Seja você mesmo!”

Convivemos com pessoas que estão sempre monitorando nossas atitudes. Nosso jeito de vestir, de falar, o comportamento em público e até mesmo no privado, são objetos desse policiamento e motivos de críticas.

Muitas vezes nos deixamos conduzir por suas opiniões e passamos a administrar nossa vida em função delas, sempre preocupados sobre o que pensam a nosso respeito, e deixamos de fazer coisas, freqüentar lugares, viver, enfim, de um modo que nos proporciona bem estar.

Vestimos um figurino de uma pessoa que não somos, emitimos conceitos sobre coisas diversos do nosso real pensamento, assumimos posturas e abraçamos ideais que às vezes divergem dos nossos.

Perdemos nossa espontaneidade e autenticidade em função de agradar aos outros.
E também a oportunidade de sermos felizes fazendo o que e como gostamos.

O fato é que nos ensinaram que devemos nos comportar em sintonia com os padrões estabelecidos pela sociedade da qual fazemos parte, para uma boa convivência, o que implica em preocupar-nos com as opiniões alheias a nosso respeito.

O que não nos foi ensinado é que essa mesma sociedade sedimenta-se na hipocrisia, e que tudo o que condena em pessoas que assumem atitudes e pensam diferente dos tais “padrões de convivência” não passa da exteriorização de suas frustrações.

Sentimentos de inveja pelo que são e pelo que fazem os outros e frustração por não terem a coragem de ousar, desafiar e fazer o mesmo,levam algumas pessoas a agirem como fiscais e ditadoras de regras do comportamento alheio.

Não suportam ver que outros ousam, desafiam e fazem coisas que elas gostariam de fazer mas lhes falta coragem. São geralmente amargas e infelizes.

Deixar-nos conduzir por elas e por seus padrões de comportamento torna-nos, também, infelizes e amargos.

Devemos ter coragem para desafiá-los e vivermos a vida com autenticidade, buscando a felicidade, pautando nossa conduta não pelos ditames alheios mas por nossos próprios conceitos, tendo como limites o respeito às pessoas e o cuidado para que nossas atitudes jamais causem danos a ninguém.

Portanto:
Ame bastante
Respeite o próximo
Cuide para que seus atos não machuquem, firam ou prejudiquem a ninguém
Faça sempre o bem e em todas as circunstâncias, e
SEJA FELIZ!!!!

Lembre-se de que
mais importante do que os outros pensam a seu respeito...
é o que Deus Pensa de você!

Inserida por NumberOne