Gabriela Sartomen: Não despreze um olhar, Homem da maré,...

Não despreze um olhar,
Homem da maré,
A brisa fresca engole o mar.
A presença do Eu significantemente honrosa
Gasta mil palavras
O que um só olhar explica.
Confiança: sentimento eterno e nobre
Uns desprezam-na ou sugam ferozmente -
Não há descrição para tamanho empobrecimento.
Cabe-nos aprender dialogar com o surgimento das estrelas,
Dos mariscos, das conchas e da água.
Dialogar com quem nos sente a alma,
A terra e os troncos, não os asfaltos.
Cabe-nos dizer ‘bom dia!’ aos donos do sal e do mel
Da estrada torta de madeira, ao banquinho da praça,
Ao arco-íris, aos pios da passarada, ao lindo amanhecer.
Amanhecer: reconhecer o sentido eterno da vida,
Enobrecendo a presença do Eu que, significantemente,
Produz o entardecer na voz e o anoitecer no olhar.

Inserida por gabisartomen