Raquel.Flor: Estamos diante de arranhas – céu E...

Estamos diante de arranhas – céu
E não sabemos ate aonde eles vão chegar
Olhei ate tocar uma estrela solitária
Que sentia só naquela imensidão
E senti o mesmo que estar no meu da multidão
Juro que tive medo
Medo de ser só mais um
De não saber o caminho a seguir
Pois aquela estrala
A única estrela lá encima
Era uma antena que guiava minha vida
Captando minhas idéias minhas ironias
Estava só diante daquela imensidão
Havia mais concreto do que flores ao chão
Mais artérias do que coração
Existia somente uma menina
Diante de um arranha- céu
Com a vida inteira dela nas mãos

Inserida por raquelflor