Frank Alves: Deixa os modos vulneráveis irem embora...

Deixa os modos vulneráveis irem embora
Pela distancia
Pela desilusão
Um dia de triunfo
Pela memória aberta daqueles que não querem ir embora
Poucas coisas são por minha escolha
Novo dia
Bom para testar o novo eu
Conclusões da sentença
Bloqueando os velhos modos de agir do meu velho e cansado coração.
Novamente a culpa não foi minha
O vento bate na janela
Espero algo inesperado
Esperamos de tudo que fizemos de bom, ecoa em nossa realidade!

Inserida por fr4nk4lv3s3