Eduardo Serrano: “Estalar de Dedos” Interessante o...

“Estalar de Dedos”

Interessante o que a realidade de nossa vida prega num “estalar de dedo”;

De repente, quase tudo aquilo que tinha, evapora-se, sumindo no simples “estalar de dedo”. Seria muito bom, se o simples “estalar de dedo” teria aquilo que estava desejando.
Seria muito bom, se no simples “estalar de dedo”, o tempo parasse exatamente naquele momento, exatamente naquele ponto de “gloria”..., de “êxtase”..., de paixão”..., de “querer...”, de “amar”..., de “beijar”..., de “antes da briga...”, de “antes de não entender”..., de antes de não ouvir”..., de “antes de decidir pela razão e não pela ação”..., de “ter a coragem em alimentar mais o seu orgulho”..., ”ou mesmo não alimentar”..., de crer que agindo incorretamente, estaria vingando-se, porém a quem você estaria “ferindo”!

Seria muito bom se existisse uma vacina em dose única e que fosse irreversível para cada uma das “estaladas de dedos”; que fosse intransferível e de validade “eterna”; sim, por toda a eternidade, porque, se houve aquele momento de luz, aquele momento de glória, aquele momento de prazer, aquele momento de vitória, aquele momento de conquista, aquele momento de rancor porque você sofria com uma dor qualquer, mesmo que pequena, porém doía.
Mas, a dor maior será quando a realidade chegar.

O tempo não parou, o tempo continuou e andando rápido. Foi aí que a realidade despertou.
Despertou de um sono que não deveria ter sido dormido. E agora como recuperar! Implodir a amizade certa, ou de um grande amor, ou imposição, ou pela distância que separou; terá igual a paciência como o sol e a lua, quando se encontram demonstram um dos fenômenos mais lindos de se presenciar do universo.

Estale o dedo, vamos... enxergue enquanto ainda o tempo esta andando, pois, depois que ele parar, ai não será mais possível, porque? Porque ele estará correndo por outro caminho muito, mas muito a sua frente, e você nunca o alcançara…
"Pense nisso..."

Edu =D 11/2009

Inserida por epserrano