Roberto Pereira Jr: Com minha ma nhá de criança Torno-me...

Com minha ma nhá de criança
Torno-me adulto
Só quero tocar onde não se pode
Não sinto prazer no que tenho nas mãos.
Não gosto do meu nariz traga o meu para mim
Enquanto tudo ocorre e os complexos não deixam de existir
A vida vai sem deixar volta
E ao invés de sorrir com minha naturalidade de ser eu
O perfeito imperfeito
Brigo comigo mesmo e com os outros sobre mim
Simplesmente esqueço-me de ser feliz.

Inserida por RobertoPereiraJr