Desconhecido: Fidelidade. Ser fiel não é um ato...

Fidelidade.
Ser fiel não é um ato bonito, não é uma ação pedida para
Sermos considerados moralmente incondenáveis. Ser fiel
Nem ao menos entra na gama das qualidades.
A fidelidade vem de perto seguida pela honra, pela justiça,
Pelo bom nome, não o da reputação, mas o bom nome de
Seu caráter, pois reputação é o que você fez e o que
Consequentemente as pessoas pensam disso. Caráter é o
Que você realmente é hoje, sem apoios de ações passadas.
Ser fiel a algo, não é manter-se vigilante a isso por 24hs,
Pra não pecar e errar em algo que possa ser considerado
Infidelidade ao seu propósito, vai além da vigilância.
Ser fiel não é deixar de abrir portas pelo medo de acabar
sendo seduzido, seja por quais motivos forem.
Aquele que em determinado passo da vida, para permanecer
Fiel a algo, faz esforço desumano, já deixou de ser fiel, somente
Não sabe disso ainda. A fidelidade inexiste quando o caráter é
Alterado de forma tal que a honra é corrompida, e isso gera
A incapacidade de manter fidelidade. A fidelidade não é um
Ato, é um fruto. Ela é uma conseqüência de um propósito bem
Cuidado e conhecido. A fidelidade é o fruto que quando olhamos
Pra dentro de nós, nos dá prazer de tê-la, pois ela nos remete
A um sentido, nos informa que a razão de ser permanece lá.
Quando sentimos tentação de ser infiel, e esta tentação nos faz
Pensar em possibilidades pra ser, a fidelidade já não existe, pois
O ato tentatório já corrompeu a honra e mudou o caráter.
Fidelidade não é qualidade.
Fidelidade, enquanto não forçada, é fruto de um caráter sólido e
De uma honra irrepreensível.

Inserida por juliogardil