Lafayete Araujo: Eu sou eu... e minhas contradições. E...

Eu sou eu... e minhas contradições.

E o que sou é isso: um ser imaginado que luta para ser espelho do ser existido. Ou o contrário, sei lá.

Eu sou, sim, de certa forma, o que digo, e sou muito mais também...
Às vezes, sou menos.

Sou o que digo, sou o que faço e sou, em parte, aquilo que digo que faço (pq se não fosse nem um pouco do que digo ser, sequer conseguiria dizer)

Mas, sobretudo, sou mais. Tanto mais que mal posso imaginar. E vou morrer sem saber o quanto mais poderia ser.

Inserida por slaveram