Ela: Eu não vou deixar chover, e nem vou...

Eu não vou deixar chover, e nem vou permitir que o sol venha interferir os meus olhos. Fecharei a minha boca e então me calarei, deixarei que falem por mim, ou se preferirem para mim. Se tuas palavras disserem o que não sou, ou proferirem o que não sinto, não se preocupe, não vou revidar. Estou bastante só para isso. Eu sei o que tenho em mim guardado e o que tenho sentido, não preciso de histórias e nem de manifestações histéricas. Não, não desta vez. Não vou deixar chover...O sol desta vez não terá que vir me secar. Estará tudo completamente seco. Eu quero assim, desta maneira dizer que não, não vou chorar. Não adianta gritar, espernear ou mesmo chorar diante de mim...Dessa vez, não.
Hoje, os dias que virão serão crescentes, e tudo a partir de agora, será diferente. As suas palavras não vão mais me convencer, não deixo mais. Eu não vou mais me arrepender, e espero que você entenda. Entenda que não vou voltar mais para o ponto de onde parei, daqui em diante eu vou continuar, e vou buscar algo que é meu. Não tenho motivos para parar agora, e nem motivos para desistir aqui.
Quero te dizer assim, desta maneira, que não tenho vontade de te dizer as mesmas coisas que eu já te disse, não tenho vontade de ir com você aos lugares por onde fomos, e nem quero ouvir com você as mesmas músicas que já ouvimos, e nem ouvir de você todas as promessas que eu já conheço. Eu vou dizer agora algo que você nunca me perguntou : Eu parei, parei aqui, a nossa caminhada cessou agora, mas a minha vida, não. Não vou parar, não vou parar aqui. Não vou cessar, de maneira permitir que você me acompanhe. Eu já estou só, quando na verdade, sempre estive, pois você nunca...nunca esteve completamente aqui ...

Inserida por elasomogyi