Maga.vito: MEU PÂNTANO Estou afundada em um...

MEU PÂNTANO


Estou afundada em um pântano sujo e frio
Desse inferno onde uns olhos angelicais e pueris me lançaram
E só você pode me tirar
Me tirar desse tormento
Desse pecado promíscuo e insolúvel
Um anjo perdido de cabelos negros
me faz afundar sem que haja areia
Essa Lama que se move, que se toca, que se dane...
Jogando a vida no lixo da casa (coZinha)
tornando-se aquilo que envergonha a família
Uma ovelha negra, um filho prodigo
E só você pode me salvar
Dessa lama que me suja os sapatos (salto)
Que me cega o coração
que me trai, me atrai, me puxa pra você
Ela não sabe, quem dera quisesse
Mentiras antigas não me tornam melhor
Mergulhada no pântano
Só você pode me salvar

1 compartilhamento
Inserida por maga.vito