Maicon Carlos: É uma falta de memória... É...

É uma falta de memória...

É impressionante como as pessoas perdem a memória em tão pouco tempo. O político não lembra que prometeu mundos e fundos durante a campanha. Não lembra que prometeu ao João um cargo de chefe adjunto de auxiliar de qualquer coisa, não lembra que do saco de cimento que prometeu a José, não lembra nem da cesta básica que prometeu a Maria.

Aí o eleitor fica “P” da vida, reclama durante quatro anos, todo dia reclama, desliga a TV no programa eleitoral, fica furioso vendo as regalias que aquele político em que ele votou recebe, fica revoltado com as notícias de corrupção, desvio de verba, fala que vai votar nulo, que são todos ladrões, bandidos entre outros adjetivos que nós conhecemos, e usamos também.

Mas quando chega o período eleitoral o eleitor esquece-se da fisionomia e do nome dos políticos, esquece até que tem raiva de político. O político, por sua vez, esquece que prometeu mundos e fundos naquele lugar, mas dessa vez prometerá outras coisas, promete asfalto, iluminação, esgoto, praça, escola, hospital, o eleitor esquece que é papo furado, abraça, leva um tapinha nas costas e de novo é enganado.

Inserida por maiconcarlos