Lucas Vitório: Desconfio - Soneto Os dias são tão...

Desconfio - Soneto

Os dias são tão inertes e escuros,
As pessoas não se relacionam.
Existe o medo de dar de cara em muros,
Mas o que os aflige é a ferida que os direcionam.

No passado não tão longe,
Pessoas eram mais abertas ao próximo,
Hoje vejo que nada é como antes,
Cada um por si é o lema que levam para si próprios.

O amanhã pode até ser novamente triste e acabado,
Só que eu não vou deixar de fazer novos amigos.
O fato de ter se esvaído a emoção e ter ficado um estrago,
Jamais me fará um homem de pedra que apenas terá inimigos.

O correto e o errado podem seguir direções diferentes,
Mas o que me une á você é exatamente o que nos separa.
Sentidos opostos, almas próximas, assim caminho em direcção ao nada.

Inserida por LucasVitorio