T. Ellen Miranda: Código Nas noites frias quando os muros...

Código

Nas noites frias quando os muros choram
Eu vago tentando concertar as coisas,
Meu martelo é feito de humildade, e enchi uma garrafa de amnésia.
Quando meu coração teima em sentir raiva, eu dou-lhe um gole desse líquido inquestionável, não se vive remoendo!
Se preciso for correr atrás mil vezes de alguém para conseguir lhe mostrar o que sinto, pedir desculpas, tentar resgatar sua confiança, eu uso meu martelinho até não existir mais esses pregos que fazem sangrar vidas.
Podes não estar entendendo o intuito desta, mas, na verdade querias que fosse ao endereço seguinte: Rua da luz, nº 1, Bairro Novo. Tem um prédio azul ao lado é fácil de se chegar ao destino, use a bússola certa!

Inserida por Ellenmocuishle