Laura Pedrosa: ...eu estava livre para pensar, e...

...eu estava livre para pensar, e executar os planos infundaveis que se formavam em minha mente. Estava livre para gritar e chorar, da maneira e hora que eu bem entendesse, assim como sorrir a torto e a direita sem necessitar de motivos para um ato como esse. Naquela hora, eu percebi que aquele minuto estava parecendo bom demais - perfeito - e era por isso que eu deveria tentar aproveita-lo o máximo sem esquecer que em segundos ele logo iria se esvair, bem como todos os sentimentos, e desejos daquele perfeito minuto.

...MILÉSIMOS, SEGUNDOS, HORAS, DIAS...ANOS. (PARTE I)

Inserida por laurapedrosa