Godinho: DEIXE-ME Deixe-me matar sua sêde, Te...

DEIXE-ME

Deixe-me matar sua sêde,
Te afagar na rede,
Te fazer sonhar...
Deixe te conter o medo,
Desvendar o segredo,
Que não quer contar...
Deixe-me ao menos ver,
O que tentas esconder,
Por trás desse olhar...
Deixe eu te fazer poesia,
Por uma alegria,
No seu versejar...
Deixe eu te fazer sorrir,
Te fazer seguir,
Se encontrar,ao me encontrar...
Deixe eu romper as amarras,
Te tirar das garras,
De quem não sabe amar...
Deixe eu tatear sua textura,
Até encontrar...
A essência mais pura,
Ha muito sem tocar...
Deixe-me levar a um lugar
De sonhos,onde o amor que
Lhe proponho,
Ainda,não pôde entrar...
Deixe-lhe tirar a venda
Do orgulho,
Arrancar-lhe a mordaça do égo,
Levá-la pra um lugar seguro,
Longe desse amor cego...
Deixe-me sorver seu sorriso,servido,
Em seus lábios cor-de-rosa,
Degustar suas palavras macias,
Suaves e mui saborosas...
Vê-la repousar em meus sonhos,
Toda meiga e dengosa...
Acordar com um raio solar,
Lançado de seu olhar,no outro dia...
Bater asas e voar,pra outro lugar,
Sempre em sua companhia...
Mergulhar no seu olhar,
Tão meigo e sincero...
Descobrir nesse azul de mar,
Que é você quem tanto quero...

Inserida por clairramalho