Laura Pedrosa: Sim! eu choro, e até sorriu as...

Sim! eu choro, e até sorriu as vezes...mas, é muito superficial agora, eu sorriu mesmo para não chorar - vivendo nessa inconstante e irritante rotina entre choros initerruptos e sorrisos falsos, na noite fria e escura que assusta todos os pedestres - que por um ou outro motivo ainda estão lá fora.
Choro por perceber que você ainda habita na minha memória, e exita em largar da mesma. Depois continuo chorando na esperança de que você me diga: volte! E ainda sorriu na esperança de te esquecer definitivamente - como se não houvesse mais nada em mim.
É estranho - mas, o que não é estranho em mim? - mas, eu preciso admitir em algum lugar que você é meu sol, e minha vida gira em torno da sua, num ciclo vicioso de: " reflete em mim e volta pra você"
...enquanto nada surte efeito, eu apenas tento costurar os retalhos de mim que você deixou jogado no porão...


COSTURANDO RETALHOS (PARTE I)

Inserida por laurapedrosa