Siomara Reis Teixeira: O AMOR E OS POETAS Amaldiçoados fomos,...

O AMOR E OS POETAS


Amaldiçoados fomos, no dia da criação
Quando o Supremo Espírito a criar almas
Valeu-se para forjar dupla maldição
Nascemos Poetas...

Aí está! A primeira e profunda aniquilação!

Nascemos, crescemos e desenvolvemos
O dom do amor... Em outrens. Jamais em nós!
Não sabemos amar!
Aqui viemos para esta arte, ensinar!

Não somos amados. Jamais o seremos!
É nosso legado!
Encantar através de fraseados.

Eis aí a segunda maldição!

O máximo que ganharemos, será um amor sereno.
Somos sim, na grande maioria das vezes, enganados!
Profanados por nós mesmos!

Inserida por siomarareisteixeira