Hícaro Castro: E chove a chuva... Chove, chove chuva e...

E chove a chuva...

Chove, chove chuva e lava minh’alma, traga-me dias novos, com sol radiante e uma vontade nova de acreditar;

Acreditar na honestidade do povo deste país;

Acreditar que um dia as pessoas voltarão a ser mais humanas e normais;

Acreditar que existe mais que as mulheres da “geração liquidificador”;

Acreditar que o amor é possível de novo, será que são 7 vidas como os gatos?

Acreditar que o ser humano é mais que um complexo organismo de reação química expressada em linguagens;

Acreditar em conseguir escutar, deixando de ver tão claro a mentira;

Acreditar que a falsidade é algo que agente não ignora mais todos os dias;

Acreditar que as pessoas se importam comigo, pelo que eu sou e não pelo que eu dou;

Mas chuva, se o deixar de acreditar me estiver convicto, por favor, traga-me a sorte, mas não me traga a morte, pois já vivi muitas coisas para não ter um final feliz!

Inserida por hicarocastro