Sidnei Abreu: Vida loka essa em... vida em que o...

Vida loka essa em...
vida em que o ilusionismo domina o ser...
Em que tudo que parece bom ao seus olhos,
Em que o tempo faz questão de mudar, pelo simples fato da contraditoriedade.
Mundo em que os números fazem o cotidiano,
Em que pessoas não têm o mínimo de cuidado,
E que uma pessoa representa muita coisa, e com o traiçoeiro girar do tempo, transforma toda vida em cinzas.
Cinzas que se espalham, e que levam toda expectativa de algo novo, e que trás o pesado fardo de aguardar uma mudança provável, mas q nunca chega...
Palavras, Palavras, Palavras, tanto representam que às vezes a falta de tal, é a única explicação para toda uma vida, ou emoção
A falta delas vem sempre acompanhada de algo que nos surpreende que possa ter fazer triste, mas que pode ser substituída ou representada por um simples gesto...
Gestos e sinais, tão simples, tão bobos, mas que são o suficiente pra fazer acontecer emoções inexplicáveis, recordações inapagáveis, e momentos que vivem eternamente do ser que por algum momento amou algo ou alguém...
Lembrança de uma roupa, de uma música, de uma casa, de um cenário, de um beijo, de um abraço, de um intenso olhar...
Coisas essas todas que fazem td se tornar semelhante à td que se espera viver...
Mas a vida é justamente o contrario disso tudo...
Esse tudo que é tão esperado e que rege os compassos de minha trajetória, trajetória esperada, mas não planejada, não previsível, baseada na estrada da vida, que nos joga em curvas que nos levam a precipícios, mas que nos levam a grutas de lindas paisagens, feitas a mão pelo maior escultor, e único criador.
Criador esse de imensa criatividade, e única, que traça encontros e despedidas, a cada abismo e a cada luar...
Luar esse que trás a paz que nos inspira a dizer coisas bonitas, a lembrar de quem amamos, e esquecer-se do lado triste da vida, que muitas vezes não depende de nós para se tornar bom, vontades e desejos, que mudariam a parte escura da estrada, projetos e sonhos que dariam gravidade zero pra levar pra lua só aquilo que me faz mal, porém esses não desapareceriam, não com a intenção de lembrar-nos do “mau”, apenas pra mostrar o quanto passamos e que não vai ser a ultima pedra em seu caminho...
Pedras essas que insistem em aparecer sejam pra atrapalhar, ou apenas para atrasar o triunfo certo, que é dependente do influente fator q atinge tudo e todos, o tempo...
Esse que viu tudo que nessa terra já houve, e que verá até o fim de tudo...
Tudo que não tem a noção que é tudo.
Qual é a Idéia?
De que você precisa pra seguir enfrente?
Vida loka essa aê!!!
Falo, falo e não digo nada.

Inserida por sidneivr