Hélio Pereira Banhos: O coração bate de amor. Eu não posso...

O coração bate de amor.
Eu não posso parar Lusinha, Você sabe! Eu sinto a minha mente voltando para viver na memória de uma estadia solitária, eu não posso parar Lusinha! È inútil Eu dizer assim:
- Eu apenas vivo a minha vida. Nos sonhos de ontem, àquelas horas da madrugada felizes eu estava sonhava contigo. Quem dera que fosse realidade menos uma vez;
O tempo passou, o dia amanheceu o sonho ficou para atrás, dura realidade um coração batendo de amor.
Cura este coração! Que esta quebrada, mas o tempo é que pode dizer...
Quando estou separado eu não posso parar de pensar em você.
Eu sinto a minha mente voltando para viver na memória de uma estadia solitária.
Eu não posso parar de pensar em você, Eu disse que é inútil Dizer assim:
- Eu apenas vivo a minha vida. Nos sonhos àquelas horas felizes, quem sabe pode ser real!
Uma vez embora haja muito tempo, ainda guardo na memória, eu tinhas este mesmo sonho, mais acabou. A gora esta voltando tudo de novo, você!
Eu não posso parar de pensar em você.
Eu como a minha mente estou indo viver na memória.
Apenas vivo como criatura da noite.

Hélio Pereira Banhos 10/08/2009

Inserida por leik