Sofia Duarte: Não iria baixar os braços, não iria...

Não iria baixar os braços, não iria parar até que minha amada pudesse novamente sobreviver a toda esta sina, podendo permanecer de novo na paz. Pois, sem ela, nada serve, nada sou, e um imenso vazio se vai acrescentando à saudade de seus olhos, sua boca, sua maneira de ser…

Inserida por SofiaDuarte