Sofia Duarte: Uma luz que mal se acende no enorme nada...

Uma luz que mal se acende no enorme nada que se atravessa nesta sala que já nada me diz. O mais importante era encontrar rapidamente Emma, liberta-la novamente da constante prisão que vivia por minha causa.

Inserida por SofiaDuarte