Franciane Costa: Ao namorado que não conheci No exato...

Ao namorado que não conheci

No exato dia em que não nos conhecemos, tudo era a mesma coisa, exatamente igual, porém, por ironia do destino, estávamos em lugares diferentes. Você saindo do trabalho, dirigindo-se ao café mais próximo, e eu, longe dali, indo para casa depois de um dia exaustivo. Nunca nos vimos, mas sempre te senti muito próximo de mim, sempre soube da sua existência.
Tudo por aqui busca um sentido que nunca encontrei. Mas como muitas vezes acontece, meu amor, tínhamos alguma coisa em comum. Você ficou sozinho e eu nunca tive alguém, mas não me importo nem mesmo com isso. Sinto sua paz, sem nem mesmo saber a cor dos seus olhos castanhos, meu pensamento viaja para te encontrar não sei onde.
Tudo continua no seu lugar desorganizado esperando pela presença que nunca encontrei. Mas não me importo nem mesmo com isso. Afinal, repetidas vezes, dia após dia, por toda minha vida, eu vou perdoá-lo.

Inserida por francicosta