Bruna Peres Viana: Nada que eu faço vale a pena. Meus atos...

Nada que eu faço vale a pena.
Meus atos de covardia só se mostram depois que a festa acaba, depois que todo mundo vai embora.
Gosto de quem se preocupa comigo, me preocupo com quem eu gosto.
Faço o que mandão, não o que pedem.
Faço por que sei que não é para meu mau.
Faço por que sou burra o bastante para acreditar nas mentiras deslavadas que os outros tem a oferecer a alguém desinformado.
Já amei quem não devia.
E parece que ainda não saiu da minha cabeça.
Ainda toca a campainha da minha mente, toda vez que acordo, toda vez que vou deitar.
Tenho raiva daqueles que te usam, tenho raiva daqueles que fingem que te amam.
O único problema que eu tenho, é a obsessão por você.
Tenho que falar pelo menos uma vez no dia, tenho que olhar suas fotos pelo menos oito dias na semana.
Tenho que pensar em você.
Acho que é assim que minha mente pensa.
Tenho que pensar em você.
Por que amamos quem nos rejeita, e rejeitamos quem nos ama?
Por que temos que amar nossos amigos, amigos que nunca íamos imaginar.
Bons amigos, talvez os melhores.
Amamos sem pena, sem piedade.
Queremos pessoas que nunca irão nos querer.
Amamos pessoas que nunca deixarão de nos amar.

Inserida por marassay