Victor Estuani: Meu medo, meu erro Não há maior...

Meu medo, meu erro
Não há maior covardia do que errar inerte
Que pelo menos estremeça sua alma, desperte
O entardecer pode ser tarde
mas a lua perdura e até que se ponha em sono profundo a madrugada de amanha é hoje
não se deixe morrer antes de derramar até ultima gota de seu sangue
não se esqueça que o criador de suas ilusões é você mesmo
ninguém vive duas vezes pra dizer o que é correto
e se vivesse não saberia dizer ao certo
mas se nessa noite eu te escolher e puder lhe entregar o que guardei por uma vida toda
abrace com carinho.

Inserida por fenrriolos74