Batista Alves: Certo tempo, pensei... Que poderia...

Certo tempo, pensei...
Que poderia encontrar a felicidade
Busquei-a.
Andei, vaguei
Logo me deparei com o mundo da razão.
Perguntei onde poderia encontrar a felicidade?
A razão me deu um caminho.
- Dentro de um invólucro de matéria,
tem um algo desconhecido,
Aprofunde sua pergunta.
Sai sem rumo, sem entender a razão.
Parei em uma sombra e vi que, não via mais minha sombra
Foi retida por uma arvore
Vários galhos por cima
Demasiadamente barganharam o caminho que me levaria à felicidade.
Resolvi não mais sair daquela sombra.
Criei raízes e galhos nesta sombra.
Mas algo dentro de mim aguçava a busca á felicidade
Sem compreender, retomei minha busca
Perdi a razão, mas encontrei a alma.
Em um pequeno dialogo, ela me falou:
-o que busca?Respondi. A felicidade.
-Por que a busca? Respondi. Por que a perdi.
-Ela disse: impossível.
Fiquei sem entender a alma!
Por isso jamais encontrarei a felicidade.

Inserida por batistagames