Eliseu Soares: Certa vez um professor lançou um...

Certa vez um professor lançou um concurso numa renomada universidade de artes plásticas dando a um grupo de alunos a seguinte tarefa;

Fazer algum trabalho de arte que expressasse o melhor significado de paz. Lançado o desafio, cada aluno buscou em alguma forma de arte algo que pudesse descrever esse estado de espírito, tanto na natureza, como nas formas e cores de suas obras de arte. Passado algum tempo, chegou o grande dia da apresentação para a platéia inteira da universidade.

Das muitas obras apresentadas, chegaram algumas finalistas escolhidas com um cuidado minucioso por um solene corpo de jurados, na colocação geral haviam belos quadros pintados retratando lugares maravilhosos, vales e montanhas em tons de cores suaves, borboletas em flores, fotografias de paisagens que transmitiam tranqüilidade ao olhar de quem as contemplavam, composições musicais que elevavam os ouvintes ao descanso, poesias e orações citando algo que falasse da paz.

Curiosamente um aluno trouxe um vídeo que se tornou o grande vencedor do concurso. Durante algumas semanas esse aluno acompanhou um casal de pássaros construírem um ninho e chocar seus filhotes, num lugar que seria a última opção para um ser humano imaginar que se encontraria paz para um tão delicado e harmonioso trabalho.

O lugar escolhido pelo casal de pássaros era embaixo de uma queda de água muito forte e turbulenta, ventos e pingos da cachoeira balançavam o pequeno ninho de um lado para o outro tirando a aparente paz necessária do determinado casal, passaram-se algumas semanas, e as imagens gravadas registraram todo o difícil e delicado trabalho daqueles dois pássaros, mas enfim ao amanhecer de um lindo dia de sol, pela primeira vez as imagens registram dois pequenos filhotes que barulhentos anunciavam a natureza que haviam nascido, e os ventos e pingos daquela água fria não tiraram a paz do feliz casal, que pacientemente cumpriram com o dever da procriação.

Paz em meio à turbulência! (…) o ambiente era o mais impróprio para tentar descrever a paz, mas acontece que a paz de verdade não estava na condição do inóspito lugar e sim no entendimento dado por Deus aqueles dois passarinhos e isso eles entenderam muito bem, ao ponto de conviverem com toda condição contrária, e encontrarem tranqüilidade dentro do pequeno ninho.

Jesus nos ensinou que se estivermos com ele então teremos paz. Precisamos muito entender esse princípio; não é a condição do mundo que nos dará essa paz, tanto que se você busca por um lugar de paz saiba de uma coisa, você jamais encontrará esse lugar, mas se você buscar a Jesus, então encontrará a paz! Ele nos diz em João 16.33 “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

Amigo, Jesus ao nos chamar nunca prometeu-nos um mar de rosas, você nunca encontrará na bíblia um texto que lhe garanta não passar por sofrimento, ao contrário, ele diz que quando você passar pelas águas, ou quando você passar pelo fogo ali ele será contigo !!

Você já tem essa paz?

Fique com a Paz! Em Cristo,

Inserida por fotoeliseu