A.Motta: Quero ter força. Para suportar a...

Quero ter força.

Para suportar a ansiedade inexplicável de um coração desamparado...
Que bate desritmado por aflição hora acelerado, hora quase parado.

Para acostumar-se com um embrulho gelado e vazio no estomago, que já não senti fome...
Onde borboletas infestam em vôos aleatórios toda vez à sua cabeça vem um nome.

Para manter-me calmo em momentos solitários, não deixando que se instale a melancolia...
Virando refém dos meus pensamentos e deixando que os mesmos escoam minha alegria.

Para entender que as atitudes das pessoas se alteram pelo tempo e a distancia...
E que não devo me decepcionar, pois elas tendem a conservar sua natureza e essência.

Para aplacar medos e sufocar temores que tentam me levar contra a vontade, a um lugar...
Onde não quero ir, longe de tudo aquilo que sempre quis e daquela com quem queria estar.

Para que minhas lembranças inundem minha mente e façam dela um porto seguro...
E que eu consiga seguir esta solitária jornada buscando força em anseios futuros.

Para fazer desta situação um prova, uma base de estrutura para um grande amor...
Sabendo que toda vez que se derruba uma barreira, aprende-se como é possível derrubar uma ainda maior.

Para agüentar o peso de uma saudade esmagadora, que dói no peito e confunde todo meu ser. Moldando o tempo á sua trivial vontade, esticando meus dias e multiplicando minhas horas em uma imensurável espera. Onde um coração aguarda por um tempo que não pode contar a uma distancia que não pode medir. E ignorantemente, vislumbra o reencontro onde os sentidos o avisarão, mediante ao cheiro, o calor, mediante a presença. Que sua agonia finalmente chegou ao final.

E mais que qualquer uma destas, desejo a força do seu amor, que me ajuda mais que tudo a esperar...
Fazendo de mim um homem mais feliz disposto a passar o tempo que for, pois descobriu finalmente a singularidade do prazer de AMAR.

Inserida por adrianomotta