Rodrigo Furlanetto: Um dia, um mes, um seculo todo esses...

Um dia, um mes, um seculo
todo esses dias
minha janela esta vazia
as gotas de orvalho escoam sobre a vidraça
e o que vejo, um eterno mar azul
minha mente viaja, eu sinto o passado em minha pele
prevejo o futuro entrelaçado entre meus dedos
e a sintonia do universo paira sobre minha essencia
algo me diz, um raio de sol se abre timidamente
e la no fim do resplendor azul
toda minha vida se passou, todos meus suspiros se ecoaram
tudo o que vejo, é a bela forma de uma mulher
que timidamente se aproxima com seu jeito acanhado de andar
meus medos e aflições se misturam com a sensação de bem estar
toda minha vida passa sobre meus olhos
e algo me diz, que esta sera a pessoa que passarei o resto dos meus dias
não sei se para sempre nesta terra
mas com certeza na eternidade
e mesmo que eu não esteje presente aqui
meu mantra continuara viajando sobre os capricornios
sempre a te observar

Inserida por rodrigofurla