Dona Geo: Não é tão difícil descrever alguém...

Não é tão difícil descrever alguém que eu queira, alguém que assim eu gostaria de ter, alguém para ter orgulho em dizer que é meu.

Alguém que eu ache atraente, dono de um belo sorriso, que quando eu olhar em seus olhos eu saiba o que é "sentir borboletas em meu estômago", mas que não faça de sua beleza uma arma, que não me desperte o ciúmes, que seja sincero, companheiro, amigo e amante.

Que em meio tantas outras pessoas saiba como me fazer se sentir única e especial, que me surpreenda, que me passe a confiança que eu preciso, que saiba conversar, me entender, me escutar, que devolva a calma quando eu perde-la.

Alguém que saiba dizer meus defeitos sem me magoar, mas que se importe em me abrir os olhos para me enxergar, me ensine a valorizar me também, que saiba me elogiar quando eu merecer, e quando eu não merecer, que consiga me elogiar também ou me tirar um sorriso.

Que esteja de bem com a vida, que sabia viver e valorizá-la, que tire meus pés dos chão mas me jogue para a realidade quando precisar, que não me faça desistir dos meus sonhos, que esteja neles, mas que me acorde quando necessitar.

Alguém que tenha a força para superar desafios e tirar deles sempre boas lições, que me ensine a ver vida com os olhos de quem sabe ser feliz, sabe ver com o coração, de quem encara dificuldades, chora, sofre, mas consegue transformar os obstáculos da vida em novas conquistas e cresce com elas, que saiba aceitar a minha mão e meu ombro para chorar, que me diga que mesmo triste feliz está em me ver lá.

Que faça sentir-me a vontade, sem ter medo de ser quem sou, que faça sentir-me amada mesmo conhecendo todos os meus segredos, com quem eu não sinta medo, que me diga mesmo depois de uma decepção que ainda me ama do mesmo jeito, que eu não preciso ter medo, que todos temos defeitos, cometemos alguns erros, mas sentimos que ainda somos os mesmo.

Que diga que me ama sem medo ou sem hora marcada, sem rodeios, sem palavras ensaiadas, que seja espontâneo, apaixonante, se ter medo de ser visto como bobo romântico, sem medo de não escutar as mesmas palavras, mas conseguir perceber o sentimento em meu sorriso ou em um beijo impreciso.

Alguém que saiba sentir o meu amor sem eu precisar falar, sem eu precisar provar, sem me testar, que perceba nos meus gestos e nas minhas atitudes tudo aquilo que ficou por falar, que consiga se encontrar nas poucas palavras ou nas músicas que eu escutar.

Esse alguém vai me fazer chorar de felicidade e estar sempre presente para enxugar minhas lágrimas de dor, esse alguém eu sei que vai sofrer em dobro quando ver que me fez sofrer, vai saber se explicar e me convencer que explicações há, que mesmo no erro e mesmo na dor, mesmo quando a loucura e o medo nos transforma em covardes mentirosos, saibamos compreender o que é o medo do amor.

Esse alguém vai saber se desculpar, se arrepender, saber perder o orgulho, saber viver e sentir o que é verdadeiro, saber o caminho e voltar atrás, saber a direção que rege o coração com o poder de um verdadeiro amor. Alguém que faça uma loucura por mim.

Vai ter em si que seu amor por mim é suficiente, que amor quando é verdadeiro só depende da gente, que se fará presente mesmo ausente, que seja carinhoso, que qualquer outra pessoa do passado ou presente é indiferente, que o beijo apaixonado que ele encontre seja junto ao calor do meu corpo quente, que nada mais seja tão bom e esperado quanto nossos momentos eloquentes.



É assim que espero encontrar alguém para mim.
É simples o que eu quero, não é pedir demais.
É o que acho que merece alguém assim como...
Eu???

Mas afinal, eu sou assim?
Será que é isso que o amor espera de mim?

"Não é tão difícil descrever alguém que eu seria, alguém que assim eu gostaria de ser, alguém para dar orgulho em dizer que me tem."

Inserida por bellerestel