Harlley kichner: “Pingo de chuva” Vejo em mim...

“Pingo de chuva”


Vejo em mim sentimentos confusos, verdades relativas e desejos passageiros, olhando bem em mim sinto que algo mudou, vejo diferenças em pequenas coisas e em grandes coisas vejo pequenas diferenças, sinto, faço, vejo e ouço coisas que vem de dentro de mim uma mudança interna que reflete nas externa, ou melhor dizendo, em um todo, sinto uma saudade estranha e confusa,sinto uma paixão estranha e relativa, me vejo como um pingo de uma chuva que cai rapidamente do céu em direção a Terra, sinto-me muito pequeno, mas vou cortando o vento como uma velocidade incrível, assim vejo minhas alegrias, meus sofrimentos, meus triunfos minhas decepções, mas logo caio ao chão a dor parece insuportável, sigo pelo chão, como se estivesse em uma jornada sem volta, mas logo evaporo e volto ao meu estado normal, UM PINGO DE CHUVA e volto a fazer tudo outra vez.

Inserida por harlleykichner