Denise Severgnini: ALEGRIA Abro os olhos diante do espelho...

ALEGRIA
Abro os olhos diante do espelho
Dou-me bom dia. Tenho que ser
A minha própria alegria
A vida tem dissabores. Tento afastá-los de mim
Desenhando um novo dia... Com as mais puras cores
De um caleidoscópio divino
Sendo eu, a minha alegria... Posso dividi-la também
Com aqueles que não a tem
Alegria é fé, é divertimento... É felicidade incontida
Saber buscá-la é privilégio... Daqueles que amam a vida
A minha alegria é real... Gera a ternura, esquecida
No fundo de um velho baú... Das vivências entorpecidas

Vale a pena repetir: Sendo eu, a minha alegria
Posso dividi-la também com aqueles que não a tem

Inserida por denisesevergnini