Jefferson Amorim ..: Aínda sou idiota. Hoje trancafiado...

Aínda sou idiota.


Hoje trancafiado neste quarto ao som do mar, rodiado por livros, dos quais não li a metade, tal vez por preguiça ou pelo simples fato de que não adinta, pois não fara tanta diferença, gostaria mesmo de ser um velho com sabedoria o suficiente para ter consciencia do caminho que estou prestes a tomar, queria ter a compreeção de alguém com mais experiente e poder caminhar sem dúvida, em uma direção que deveria ser a melhor, mais de que iria adiantar isso, erros devem existir em nossas vidas, para que enfim possamos adquirir experiencia, porém minhas dúvidas são tantas que me perco, estou prestes a descobrir da forma mais complicada e não tenho como saber, embora estaja caminhando convicto de tudo só vou saber quando o erro ou o acerto estiverem perpetuados, mais não vou me iludir com coisas que vejo tão claramente agora, depois é claro de ter provado da pior forma, visto como pode ser cruel uma pessoa sem nem perceber, estou triste por ser assim, por confiar de mais nas pessoas, não sou ingenuo, mais é que tem muito mais em cada coração, é cláro que alguns não mereçam atenção, mais eu dei, e agora aqui pensando entre versos e frases incompletas, percebi que o siúmes que senti foi em vão.
Eu acreditei de mais e cai, ouvi meu coração, mais tenho certeza que entendi pela metade. Devo viver, afinal essas coisas acontecem, mais não quero deixar que esse sentimento que me consome agora se transporte para as pessoas que estão a minha volta, e acabei descobrindo o óbvil, que a água mesmo que transparente não é pura, e mesmo assim tem genti que a toma tão cegamente, eu sou uma dessas pessoas, por isso que gostaria de ter uma sabedoria a mais, por isso queria eliminar essa minha maior metade humana, mais não posso por que é maior que a minha metade mais fria essa parte sempre fala mais alto, e amanhã eu vou novamente acreditar fielmente no que me dizer até secobrir que são palavras falsas e querer me destruir novamente, porém tudo pode acontecer, apartir de amanhã eu irei simplismente ignorar, vou deixar que tudo aconteça, mesmo que me ingane, mesmo que eu caia em profunda agonia, porém dessa vez vou saber contornar com sabedoria graças a experiencia de hoje.

Inserida por cafjeff