Andressa Rodrigues Revoredo: Dois passos são o bastante É bem...

Dois passos são o bastante
É bem melhor que antes
Sentado sem sair do lugar
E tão inconstante
O bastante pra deixar
Todos os medos
Impedirem de tentar
Outra vez
Se é que já houve uma vez
Um instante
Muda tudo
E enquanto eu nada mudo
O teto cai sobre mim
Em menos de um segundo
Eu vejo meu futuro
O filme do meu fim
Um filme mudo
O mundo querendo me sentir
E eu com medo de tudo
Com medo até de existir

Eles dizem
Esses seus dedos de pedra
Se servissem ao menos pra tocar a consciência

É talvez
Não seriam os meus ouvidos
O palco dessas mesmas palavras (ofensas)

Os olhos das pessoas
E as coisas que os senhores dizem
A rua, o poste
A curva, e o raio que o parta
Não me deixam em paz

As horas que passam tão depressa
O emprego que não bate a minha porta
O troco que nunca me sobra
E por que ninguém se importa
A ponto de estar sempre por perto
Pra me segurar caso eu caia

Caso eu caia na gandaia
Ou caso eu caia na real

A dúvida não move alguém
Não move alguém como eu

A dúvida não move alguém
Alguém que não a peita
Como eu

Alguém que sempre a deixa ter razão, eu eu e eu insanamente são

Inserida por AndressaRodrigues