Jéni Quintal: E qualquer segredo que guardava, morria,...

E qualquer segredo que guardava, morria, agora, com ele, pois ninguém ousava desenterrar o passado, outrora considerado mesno próspero.

Inserida por benysa