Spiniza: O mais infeliz dos infelizes é aquele...

O mais infeliz dos infelizes é aquele que perdeu o seu senso de felicidade e equipara a sua pseudo felicidade à verdadeira felicidade.
Sentir a sua infelicidade é uma grande felicidade, pois é uma porta aberta para a libertação e o princípio da redenção.
Há homens inconscientemente infelizes.
Há homens conscientemente infelizes.
E há homens conscientemente felizes.
Só esses últimos é que são real e solidamente felizes, porque não se acham em vésperas de novas infelicidades, como os outros.
A felicidade só pode ter por alicerce a liberdade, e a liberdade é filha da verdade. Logicamente, só pode ser real e definitivamente feliz quem conhece a verdade, a verdade vivida e saboreada experiencial mente.
O que é verdade?
A verdade é a essência das coisas percebidas por algum ser consciente. Verdade é, pois, a harmonia entre uma realidade objetiva e o reflexo que esse objeto projeta no sujeito consciente e pensante...

Inserida por Chesst