POEMA AS BRUXAS: Amor perdido Na calada da noite ouço...

Amor perdido


Na calada da noite
ouço uma coruja a piar
será um canto de horror
ou só um clamor a soar

Com seus olhos no horizonte
uma sombra surge ao longe
sobre a lua na clareira
essa sombra que vagueia

A coruja se apavora
e a sombra vai embora
Será uma alma perdida
que vive a vagar

Por ter perdido um amor
que não soube dar valor
e hoje vive a procurar

Inserida por Poema-as-Bruxas